Administração

Vereador Marcelo Favaleça quer farmácia 24 horas em Santa Fé do Sul conforme manda a Lei Federal

11 Jun 2021
690

Na última terça feira, em sessão ordinária na câmara municipal, foi realizado pelo vereador Marcelo Favaleça uma indicação ao prefeito Evandro Mura para que ele se reunisse com os empresários donos de farmácias para discutir a respeito da volta da farmácia 24h no município.

De acordo com o vereador Marcelo Favaleça o pedido já vem de um longo tempo, visto que a população necessita de atendimento farmacêutico em horários não comerciais, onde as farmácias já estão fechadas e a alternativa é procurar o UPA do município.

“Sabemos da importância das farmácias abertas em um horário maior em Santa Fé do Sul, sabemos que existe uma Lei Federal que ela precisa ser passada pelo município, onde o município irá colocar as regras de funcionamento dessas farmácias e eu entendo que se o prefeito Evandro Mura juntamente com a câmara de vereadores se reunirem a ir com os empresários do ramo, donos de farmácia que temos muitas em Santa Fé do Sul, termos uma conversa, teremos ai um rodízio de farmácias abertas durante todo o mês para que possa estar atendendo a população”, disse Marcelo Favaleça.

A Lei Federal Lei No 5.991, de 17 de dezembro de 1973, pelo art. 56 diz: As farmácias e drogarias são obrigadas a plantão, pelo sistema de rodízio, para atendimento ininterrupto à comunidade, consoante normas a serem baixadas pelos Estados, Distrito Federal, Territórios e Municípios.

Nossa reportagem conversou com o empresário Fernando Pereira da Silva, responsável pela Farmais que relata ser inviável a farmácia ficar 24 horas.

“A Farmais em um passado recente, já fez a parte dela em estar atendendo 24 horas, com todo o prejuízo para atender a população de Santa Fé do Sul e financeiramente não era cabível manter a farmácia aberta, pois os encargos trabalhistas são altos e temos que ter um profissional da saúde aptos para poder atender. Muita fiscalização, muita burocracia e hoje infelizmente não tem como a Farmais atender 24 horas.”

Ainda de acordo com Fernando para manter a farmácia 24 horas, teria um gasto de cerca de R$8.000,00 reais mensais, um gasto de a farmácia não arrecada no mês.

Fernando ainda fala sobre a lei que obriga farmácias e drogarias a darem plantão, ou seja, a ficarem abertas 24 horas. “A lei é para ser cumprida, mas também devemos ser comunicados porque não pode ser imposto a nós uma coisa que irá gerar muita burocracia e lucratividade nenhuma. Não podemos pagar mais um vez para poder trabalhar.”

Vereadora Paula Topan afirma que foi mal interpretada ,não pedi reabertura total de pontos turísticos
Mais um traficante é preso no Jardim Eldorado, na rua Jacarandá