Administração

SAAE alerta para uso racional de água

10 Mai 2021
698

O Governo Municipal da Estância Turística de Santa Fé do Sul por meio da Secretaria Municipal de Agricultura Abastecimento e Meio Ambiente em parceria com o SAAE Ambiental e a Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento (SAA), vem ao longo dos anos, mais precisamente desde 1.975, anotando diariamente dados relacionados a precipitação pluviométrica no município, e ao longo desse período o ano que menos choveu foi em 2020, o que causou o desabastecimento da represa de capitação de água da cidade.

E este ano não será diferente, as previsões meteorológicas apontam para 2021 um longo período de estiagem, o que acarretará na diminuição dos volumes dos reservatórios de água superficial e consequente diminuição das vazões nos córregos e rios que cortam o município.

De acordo com o superintendente do SAAE José André, a cidade não está racionando, mas estará trabalhando com a prevenção para diminuir o consumo de água. “Precisamos nos conscientizar sobre o uso racional de água, ela deve ser usada de modo consciente para as necessidades pessoais e com responsabilidade, evitando-se, assim, como exemplo, lavar calçadas e veículos. Se todos utilizarem a água racionalmente, esse importante recurso não faltará pra ninguém”, disse.

Por esse motivo o SAAE solicita a todos que utilizem a água de modo racional, evitando desperdícios. Algumas ações bastante simples podem fazer a diferença neste momento, como banhos mais breves, a não utilização de mangueiras para lavar o carro e calçadas, fechar a torneira enquanto escova os dentes e etc.

O prefeito Evandro Mura tem atuado e acompanhado desde seu primeiro dia de governo as medidas que o SAAE Ambiental tem tomado para acabar de vez com o problema de desabastecimento da represa provocado pela falta de chuvas e já deu início ao projeto para construção de um poço profundo.

Funcionários de clínica de reabilitação são presos suspeitos de matar paciente
Guarda Civil Municipal de Santa Fé do Sul apreende 5 indivíduos por tráfico de drogas