Geral

Idoso não aceita recomendação médica e morre

22 Abr 2021
699

A história que vamos contar hoje é de Adriana, ou melhor, do pai de Adriana.

Adriana sempre nos acompanhou, e ao ouvir as histórias narradas pela voz de Edson Ferreira, decidiu contar a história de seu pai.

 Somos de família de japoneses, muito conservadores. O meu pai a vida toda sempre foi muito trabalhador, veio de uma família pobre, com cinco irmão e ele era o do meio. Japonês não gosta muito de conversar, conversa muito entre a comunidade, mas quando é de fora, dificilmente há um diálogo.

Meu pai estudou somente até o colegial, não fez faculdade. Aos poucos meu pai foi vendo que a roça não era seu lugar, mas enquanto morava com seus pais, os ajudavam nos afazeres, na luta, trabalhando de dia e de noite para colocar comida na mesa.

Logo arrumou um jeito de morar na cidade, no entanto meu avô que era muito turrão disse a ele que se ele fosse não poderia voltar, e aos 23 anos veio para a cidade de Santa Fé do Sul. O primeiro serviço de meu pai foi trabalhar em um bar e logo depois arrumou um serviço como caminhoneiro até que ele sofreu um acidente que quase custou sua vida e dali em diante meu pai nunca quis saber de estrada.

Com o passar do tempo meu pai entrou no mundo do álcool, e passou cada vez mais aumentando a bebida e minha mãe sempre o orientava a parar de beber, e já praticamente aposentado começou a ter problemas, foi quando o médico falou que ele precisava parar de beber, era a vida ou a bebida!

Continue ouvindo a história clicando aqui!

Coronavírus: uma semana sem mortes
Carreta com mais de três toneladas de maconha é encontrada abandonada em posto de combustíveis