Polícia

Exclusivo. Promotoria pede ajuizado aresta do gado jogado, após a matéria que ja foi citado na reportagem do Correio Santa Fé

30 Nov 2021

Depois da reportagem do Correio Santa Fé ter presenciado domingo passado dia 28, na Estância Café na Roça que pertencia ao grupo B&G Cred, algumas cabeças de gado estariam passando fome por não ter mais ração.

O Delegado da Polícia Federal de Jales responsável pelas as investigações, ligou ontem para o promotor Dr. Felipe Bragantini Lima de Santa Fé do Sul pedindo a ele providências e lhe informando do ocorrido.

Segundo o promotor Dr. Felipe, após o pedido do Delegado da Polícia Federal, ele pediu ontem ao Juíz responsável pelo caso que faça a aresta do gado e que a Polícia Ambiental dê destino para os animais no intuito de saciar a fome do gado.

O promotor também salientou que ainda estão faltando 9 veículos pertencentes a empresa citada e que aos poucos a justiça vai aprendendo os bens para possíveis ressarcimentos.

Quanto ao caso B&G o promotor salientou que tudo está sendo investigado com muita responsabilidade para que o caso tenha um desfecho positivo e verdadeiro.

E o referido gado não passará fome porque o médico e fazendeiro de Santa Fé do Sul se solidarizou com a situação dos animais e deve ser procurado hoje para ajudar na alimentação do gado.

Comerciante baleado ontem no bairro São Francisco em Santa Fé do Sul passou por cirurgia e está na UTI e seu estado é considerado estável
EXCLUSIVO! 3 presos envolvidos em crime que matou cigano acabaram de entrar para cadeia de Santa Fé do Sul