Cidades

Vereadores são cassados por irregularidades em contrato jurídico

02 Jul 2020
231

Na última sessão da Câmara Municipal de Pedranópolis, a maioria dos vereadores decidiu cassar os mandatos dos vereadores Evanir Romano Vicente de Lima e Luiz Reginaldo Savoine.

Segundo consta no relatório, os dois vereadores, enquanto presidentes do Legislativo, fizeram aditamento de Contrato Jurídico na Câmara Municipal de Pedranópolis entre os anos de 2015,2016,2017 e 2018.

Segundo ainda as denúncias, o mesmo Escritório de Advocacia, que prestava serviços para Pedranópolis e Meridiano, apresentaram discrepância nos valores recebidos.

Nos mesmos anos de serviços prestados em Meridiano, a Câmara Municipal gastou em 4 anos em torno de R$ 70 mil, enquanto Pedranópolis pelo mesmo período gastou em torno de R$ 237 mil, segundo a denúncia, causando portanto danos ao erário municipal. Os vereadores devem tentar recurso Judicial para voltar aos cargos.

Segundo apontamento do Tribunal de contas e apuração do MP, o atual prefeito Marcos Adriano da Silva também fez aditamento em seu setor Jurídico e vem sendo apontado como irregular, gerando prejuízos ainda maiores que chegam em torno de R$ 300 mil.

Tanto que a Câmara Municipal deverá votar abertura de Comissão Processante também na próxima sessão através de requerimento enviado ao Legislativo.


Dezesseis bovinos morrem atropelados por caminhão na região
Eleições 2020: Veja como fica o calendário para eleições municipais