Justiça

Tratorista acusado de matar ex-mulher esfaqueada é condenado a 47 anos de prisão

11 Out 2019
71

O tratorista Jaime Pereira Nascimento, acusado de matar esfaqueada a ex-mulher Graziele Aparecida Martins , em Icém (SP), foi condenado a 47 anos e oito meses de prisão. A decisão foi tomada após término do júri popular realizado no Fórum de Nova Granada (SP), nesta quinta-feira (10). O julgamento começou às 9h e terminou oito horas depois.

De acordo com o Ministério Público, o réu foi condenado por feminicídio qualificado por motivo fútil e duas tentativas de homicídio também qualificadas por motivo fútil e com agravante pelo fato das vítimas serem idosas e terem sido surpreendidas.

O crime foi registrado no dia 7 de janeiro de 2018 na frente do imóvel onde a família morava, na rua Professor José Maria Rodrigues Batata. O tratorista foi preso no mesmo dia e segue à disposição da Justiça na penitenciária de Icém.

Segundo a Polícia Civil, o tratorista fazia um churrasco na casa dele quando o padrasto da ex-mulher foi até o local para tirar satisfação depois que Jaime desrespeitou a medida protetiva expedida pela Justiça.

Horas depois, o suspeito foi até a casa onde Graziele morava. Após uma discussão generalizada, Jaime esfaqueou a vítima no peito e feriu a mãe e o padrasto da vítima.

Ainda segundo a polícia, os três foram socorridos, mas somente Graziele não resistiu aos ferimentos e morreu. O padrasto e a mãe da vítima receberam atendimento médico e foram liberados em seguida.

Graziele, que era funcionária dos Correios, foi enterrada um dia após o crime ser cometido no cemitério do município.





Por unanimidade, vereadores derrubam Veto Total do prefeito Ademir a `Lei de Proteção Animal`
Homem armado invade clínica de psicologia, dopa refém e foge com carro