Santa Fé do Sul

Taxistas e motoristas de aplicativo. Uma guerra longe de acabar

04 Fev 2021
691

Desde a chegada do aplicativo de mobilidade em Santa Fé do Sul, a paz entre taxistas e moto taxistas deixou de existir. Para a nossa cidade o sistema ainda é novo, mas está gerando problemas e discussões desde a chegada. Os taxistas da cidade, por serem pessoas a maioria idosas, tiveram dificuldade para entender esta novidade, acontece que os motoristas de aplicativo são pessoas jovens e que tem um maior conhecimento digital e este é um dos fatores negativos para a outra classe. É sabido que já aconteceram várias reuniões na prefeitura para debater o assunto e a classe dos taxis ainda continua insatisfeita.

A chegada dos aplicativos veio no Governo de Ademir Maschio, que na época fez de tudo para não deixar virar polêmica e autorizou mediante documentação o funcionamento dos App. Agora outra confusão, os taxistas alegam que há muitas pessoas trabalhando na clandestinidade, eles falam em números que chegam a mais de 50 veículos, já o departamento de trânsito informou que recentemente reuniu todos os envolvidos com os aplicativos para regularizar quem ainda não estava regularizado e afirmou que 95% está legalizado e que não há limite de empresas e veículos para atuar no ramo.

Hoje pela manhã conversamos com duas pessoas que estão descontentes com os serviços, Alonso e Antônio, mais conhecido como Toninho do táxi, que reclamam dos modos operantes dos concorrentes, para eles é proibido a propaganda escrito no veículo assim como o nome do aplicativo no veículo e número de telefone. Alonso diz não ser contra os aplicativos, só quer que regularize, “nossa classe tem limite de veículos, já a deles não”, e aproveitou para cobrar as autoridades. Toninho do táxi não ficou de fora e abriu a bora.

Ouça na íntegra clicando aqui!

População de Santa Fé do Sul está revoltada com o cronograma da vacinação do Covid-19
Filho é atacado com facão e pai revida com balas