Geral

Sobe para 4 número de mortos em temporais no interior de SP

11 Fev 2020
30

Subiu para quatro o número de mortos durante os temporais que atingiram o interior de São Paulo desde a madrugada de segunda-feira, 10. Na manhã desta terça, 11, o Corpo de Bombeiros encontrou os corpos de duas mulheres que estavam desaparecidas desde o dia anterior, quando o carro que ocupavam foi arrastado pela enchente do rio Capivari, na rodovia de acesso ao distrito de Vitoriana, em Botucatu. Os corpos foram encontrados a 150 metros do veículo. Os bombeiros ainda buscam um homem que também estava no carro e continua desaparecido.

Na madrugada desta terça, uma chuva forte causou o rompimento do aterro de uma rodovia e um carro e um caminhão foram tragados pela cratera, em Júlio de Mesquita, na região de Marília, interior de São Paulo. O acidente aconteceu no km 308 da rodovia Leonor Mendes de Barros (SP-333). O motorista do caminhão conseguiu escapar com ferimentos leves, mas o motorista do carro acabou morrendo no interior do buraco. O corpo da vítima, um funcionário da concessionária que administra a rodovia, foi resgatado de manhã.

A concessionária informou que presta todo suporte à família da vítima. Na segunda-feira, em acidente parecido, um carro e um caminhão caíram em uma cratera aberta pela chuva na rodovia Marechal Rondon (SP-300), em Botucatu. O condutor do carro escapou ileso, mas o motorista do caminhão foi achado morto, a mais de um quilômetro do local.

Em Botucatu, prefeitura decretou estado de calamidade, depois que o temporal destruiu sete pontes e avariou outras cinco na área urbana e zona rural. Conforme a estação meteorológica da Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp, a cidade recebeu 270 mm de chuva na madrugada de segunda.

Vinte casas ficaram danificadas e ao menos 30 pessoas ainda estão desabrigadas. Seis ruas tiveram danos e foram interditadas Em Araçariguama, o bairro do Tanque Velho continua isolado, depois que uma ponte rodou, deixando o acesso interditado. A prefeitura decretou situação de emergência e espera ajuda do governo estadual para refazer a ponte.

Segundo a Defesa Civil do Estado de São Paulo, em todo o Estado foram contabilizados 142 desabrigados e 516 desalojados até o momento.

A divisão por município é a seguinte:

- Araçariguama: 5 desalojados

- Barueri: 3 desalojados

- Botucatu: 80 desabrigados e 27 desalojados

- Carapicuíba: 65 desalojados

- Capivari: 27 desabrigados e 12 desalojados

- Cubatão: 2 desalojados

- Juquiá: 3 desalojados

- Peruíbe: 6 desabrigados e 100 desalojados

- Pirapora do Bom Jesus: 120 desalojados

- Taboão da Serra: 32 desalojados

- Itaquaquecetuba: 100 desalojados 28 desabrigados

- Itu: 16 desalojados e 16 desabrigados

- Guarulhos: 40 desalojados 12 desabrigados

- Jandira: 32 desalojados

- Juquitiba: 1 desalojado

- Salto: 6 desabrigados e contabilizando os desalojados



Vacina para coronavírus pode estar pronta em 18 meses, prevê OMS
Pedido de `Cassação` contra prefeito Dado é protocolado na câmara