Coronavírus

Santa Rita, Nova Canaã e mais três cidades não registram casos de Covid-19 na região

28 Jun 2020
560

Enquanto 53 cidades já registraram mortes por coronavírus na região e outras 62 têm ao menos um caso, cinco municípios continuam livres da doença

Se perguntar na praça de Santa Rita D'Oeste quem tá com coronavírus na cidade, os moradores darão uma notícia cada vez mais rara de ser ouvida: no município ainda ninguém testou positivo para Covid-19. A pequena Santa Rita é uma das cinco cidades da região que ainda não registraram casos.

Junto com Nova Canaã Paulista, Mesópolis, Lourdes e Orindiuva, o município de pouco mais de 2.500 habitantes tem tentado de todas as formas evitar a doença. Entretanto, autoridades de saúde dos municípios são unânimes em dizer que já aguardam os primeiros casos, visto a ascensão da doença dia após dia pelo Estado de São Paulo.

Para tentar barrar que o coronavírus chegue vale de tudo. De carro de som na rua para conscientizar à população sobre a importância de respeitar o isolamento até vigiar constantemente o quadro de saúde de moradores que trabalham em cidades que já registraram casos da doença.

Em Nova Canaã Paulista, onde um terço da população tem mais de 60 anos e se enquadra no grupo de risco, a cidade tem redobrado os cuidados com pacientes que possuem sintomas suspeitos. No município de menos de 2 mil habitantes, desde o início da pandemia, apenas quatro pessoas foram testadas - todos os exames deram negativo.

"Testamos os pacientes com sintomas e por enquanto foram só esses quatro. Nessa sexta-feira, dia 26, fizemos um teste com um senhor de 94 anos e enviamos para o Instituto Adolfo Lutz, mas o resultado ainda não saiu. Além disso, estamos tentando evitar aglomeração na cidade para que, caso alguém teste positivo, não tenha passado para outros antes", disse a enfermeira da vigilância epidemiológica de Nova Canaã Paulista, Cyntia Aparecida da Silva.

Outra preocupação dos pequenos municípios é com o crescimento de casos em cidades vizinhas. Em Nova Canaã, que tem como hospital referência a Santa Casa de Santa Fé do Sul, a prefeitura diz que tenta manter o controle.

Mesma preocupação de Santa Rita d'Oeste, que tem Santa Fé do Sul como local de trabalho para boa parte de seus habitantes. O mecanismo encontrado para tentar barrar a chegada da doença foi evitar aglomeração nos ônibus que levam os trabalhadores para a cidade.

"A nossa preocupação é grande. Então estamos fazendo trabalho de higienização nos ônibus e aumentando a quantidade de ônibus para evitar muita gente nos coletivos", disse o prefeito de Santa Rita d'Oeste, Alaor Pasian.

No município, o prefeito diz que foram usados aproximadamente 20% dos 200 testes recebidos do governo e nenhum apontou coronavírus.

"Aqui também não é diferente de Nova Canaã Paulista e boa parte da cidade é de população idosa. Por isso, temos uma equipe na secretaria da Saúde ligando para ver se esses idosos da cidade têm algum sintoma suspeito da doença."

"Logo no início da pandemia, fizemos uma reunião com as empresas, principalmente, as que recebem trabalhadores de cidades vizinhas e fizemos um decreto para que todos as contratações de funcionários durante a pandemia sejam comunicadas para a prefeitura monitorar o quadro de saúde e se tem algum quadro de síndrome gripal", afirmou o secretário da Saúde de Orindiúva, Cléber Martins Malheiro.

Mesópolis, que recebe inúmeros pescadores e turistas por conta do rio Grande, resolveu interditar a prainha por tempo indeterminado. Até agora, deu resultado e nenhum caso positivo foi registrado, mas a gerente de atenção básica de saúde, Patrícia Moreira, destaca que a prefeitura já teve que orientar pessoas que estavam desrespeitando a normativa municipal. "A gente continua firme com as medidas, principalmente, por conta da prainha municipal. Ela foi interditada e nos últimos feriados fizemos barreiras sanitárias para evitar turistas nessa época de pandemia."

Já em Lourdes, o primeiro caso positivo chegou a constar no banco de dados nacional nessa semana, mas a prefeitura informou por meio de nota que o paciente não é da cidade. "Trata-se de um erro de digitação do município de João Pessoa da Paraíba. O Departamento de Saúde de Lourdes comunicou imediatamente o Grupo de Vigilância Epidemiológica de Araçatuba que solicitou correção à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo", disse a nota da prefeitura.

Questionada, sobre a possibilidade de não ter tido casos por conta do baixo número de testes realizados, todas disseram que estão realizando a testagem de pessoas com sintomas para Covid-19 como demanda o protocolo do Ministério da Saúde. "Em Orindiúva, nós fizemos 43 testes e os 43 deram negativo", declarou a secretaria. 


PM de folga atira em empresário durante briga em festa
Desafio #EMCASA incentiva população a praticar esportes