Polícia

Policia Federal faz operação contra pornografia infantil e estupro de vulnerável

09 Set 2020
64

A Polícia Federal de São Paulo deflagrou na manhã desta quarta-feira (9) uma operação contra pornografia infantil e estupro de vulneráveis. A operação Desvelado é uma cooperação com a Interpol em Lyon, na França.

O alvo é um brasileiro que seria o responsável pela criação e manutenção de um dos maiores fóruns em língua portuguesa de pornografia infantil na Deep Web (web profunda), que são sites invisíveis que não são acessados em mecanismos de buscas. São cumpridos um mandado de busca e apreensão e um de prisão.

Segundo a PF, um homem de cerca de 50 anos que mora em Araçatuba, no interior de São Paulo, publicava grande quantidade de vídeos e fotos estuprando diversas vítimas, além de disponibilizar a plataforma para usuários do mundo inteiro. Na casa do suspeito foi apreendida uma grande quantidade de materiais de pornografia infantil.

As idades das meninas variavam entre os 5 e os 12 anos. Sua filha está na lista das prováveis vítimas. A polícia investiga a comercialização de parte do acervo criminoso produzido pelo investigado.

De acordo com a Polícia Federal, por enquanto, não há indicação da participação de terceiros. No entanto, a confirmação vai ocorrer após análise da mídia apreendida no local e pelos depoimentos dos envolvidos (agressor, vítimas e familiares).

O crime de publicação de imagens de pornografia infantil prevê pena de 3 a 6 anos de reclusão. Já o estupro de vulneráveis prevê de 8 a 15 anos de prisão.

Valor do aluguel residencial pode ser reajustado em 13.02%
COVID-19: Santa Fé do Sul contabiliza 836 casos positivos