Estradas

Motorista que matou enfermeira vai responder por homicídio

07 Out 2019
93

O motorista da caminhonete (Edson Aparecido Astolfi) que provocou a morte da enfermeira Karen Takeda, 28 anos, na noite desta sexta-feira, dia 3, em Fernandópolis, foi preso em flagrante e responderá por homicídio ao dirigir embriagado e na contramão.

De acordo com a ocorrência policial, um patrulheiro rodoviário recebeu aviso de que a caminhonete estava na contramão da rodovia e tentou abordar o veículo, mas o motorista Edson Aparecido Astolfi, 45 anos, acelerou e fugiu.

Houve apoio de outros policiais, mas instantes após desrespeitar a ordem de parada a caminhonete colidiu contra o carro da enfermeira, que seguia para Jales, após sair do trabalho em um postinho de saúde em Votuporanga.

O motorista da caminhonete Triton ( com placas de Vitória Brasil foi submetido ao teste do bafômetro e o índice foi de 0,77 mg/L - muito alto - pois a margem tolerada pra fins penais é de até 0,04 mg/L.

Ele passou por atendimento na UPA de Fernandópolis e, em seguida, foi autuado em flagrante pelo crime e levado para o CDP de Paulo de Faria.

Outra observação curiosa que a placa da Camionete, apesar de ser de Vitória Brasil, consta como se fosse de São Paulo, Capital.


Polícia recupera carga de carne roubada em MG e homem é preso
Homem liga para a PM e confessa ter matado suspeito de furtar sua casa