Polícia

Homem ameaça a esposa, é preso, passa mal e morre antes de ser ouvido na delegacia

07 Out 2019
167

Um caminhoneiro de 48 anos morreu após ser preso em flagrante por ameaçar matar a esposa na noite do último sábado, 5, em Cajobi. O homem, que estava alterado, chegou a dar um soco em um policial e bater a própria cabeça contra uma árvore.

Segundo o boletim de ocorrência, a Polícia Militar e a Guarda Municipal foram acionadas porque o homem estaria perseguindo a mulher, dizendo que ia matá-la e que espancaria a filha do casal, de 15 anos. As vítimas tiveram de pular uma janela para escapar das ameaças.

Ao chegar ao local, os policiais encontraram o homem descontrolado. Ele batia a cabeça contra uma árvore e ameaçava se jogar contra os carros que passavam pela rua. Na tentativa de deter o caminhoneiro, um policial levou um soco no nariz.

Quando foi finalmente algemado, o homem foi colocado em uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado à Santa Casa de Cajobi. Após ser medicado, seguiu de ambulância para a delegacia de Olímpia, onde prestaria depoimento.

No entanto, enquanto aguardava, o homem começou a passar mal, com sintomas de parada cardíaca. Os socorristas do Samu prestaram os primeiros socorros, enquanto o levavam para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Olímpia, mas o caminhoneiro morreu antes de chegar ao local.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Barretos para passar por exame necroscópico, que deve apontar a causa da morte. O caso foi registrado como morte suspeita e será acompanhado pela Polícia Civil.

Prefeito Ademir recepciona pais e alunos na nova Creche no Jardim Europa III
Desavença termina em tentativa de homicídio em Santa Albertina