Administração

Funcionários públicos estão tristes, só ficou na promessa a reposição salarial

29 Jan 2021

A lei 173/2020 proíbe qualquer tipo de reajuste salarial ou aumento no ano de 2021 devido a pandemia. Em Santa Fé do Sul não é diferente, a expectativa dos funcionários públicos era de receber essa reposição e mais R$500.00 que seria incorporado no holerite, promessa da campanha de Evandro Mura. Mura não estipulou a data para começar a pagar os R$500,00 reais a mais, afirmou que iria começar a pagar no primeiro ano de Governo. Com a referida lei o funcionário está impossibilitado de receber. A promessa foi feita no mesmo ano de publicação da lei.

O Vereador José Rollemberg afirmou que sobre a questão ele está acompanhando desde o início do ano, conversando com a administração municipal e inclusive o prefeito Evandro Mura teve uma reunião com o presidente do Sindicato do Funcionalismo Público José Luiz, para tratar deste assunto.

Houve um congelamento dos salários que esta previsto nesta lei complementar 173/2020, é uma realidade, estava previsto para janeiro, uma vez que os vereadores já haviam aprovado uma lei na administração passada sobre a reposição da inflação já nos primeiros meses progressivamente, este ano estava previsto a reposição da inflação para janeiro, mas de acordo com essa lei complementar do Governo Federal, está impossibilitado os municípios de oferecer qualquer tipo de aumento ou vantagem em todos os poderes.

Depois desta conversa com o Sr. José Luiz, afirmou que existe uma discussão no supremo tribunal federal sobre essa questão e o quanto antes for resolvido e se surgir alguma situação que possibilite este pagamento com certeza a administração fará, mas neste momento é vedado a possibilidade de o funcionário receber tanto a reposição, quanto a gratificação dos R$500,00.

Para o vereador o que resta para o funcionário é só paciência e torcer para alguma coisa mudar, do contrário não poderão contar com este dinheiro.

Escola de Santa Fé do Sul não irá aderir liminar que suspende as aulas
Presidente do TJ suspende liminar da Juíza que impediam os alunos voltarem as escolas