Geral

Advogado quer cancelamento do Carnaval por riscos do coronavírus

04 Fev 2020
388

Um advogado da Bahia ingressou, na manhã desta sexta-feira (31/01/2020), com representação na Procuradoria-Geral da República (PGR) para pedir o cancelamento do Carnaval no país. Especialista em direito empresarial e ambiental, João Oliveira Maia Filho justifica o pedido pela ameaça da proliferação do coronavírus.

Na petição, o jurista argumenta que “os festejos de Carnaval, sobretudo nas capitais dos estados brasileiros, atraem turistas de todo o mundo, inviabilizando qualquer controle sanitário eficaz”.

Segundo ele, pela agressividade do vírus, o risco para a população em áreas de grande concentração de pessoas poderia ser um portal de entrada para o micro-organismo.

“Desta forma, requer o peticionante que este douto parquet avalie os fatos acerca da disseminação do coronavírus e sejam adotadas as medidas judicias e extrajudiciais, com a finalidade de que a União efetive a avaliação e adote medidas para prevenção do coronavírus, inclusive sob o aspecto de suspensão dos festejos carnavalescos e demais festividades com grande aglomeração de pessoas enquanto não houver medidas de controle mais eficazes acerca da doença causada pelo vírus”, reforça.

Questionado pelo Metrópoles, o advogado afirmou que decidiu ingressar na PGR porque é o órgão responsável pela “defesa dos direitos do cidadão”.





Caminhões `recheados` com cocaína são apreendidos com casal
Casal é preso por estuprar os próprios filhos em Fernandópolis